A Boceta

Já devaneei aqui brevemente sobre o cu. Agora é o momento para discorrer – também brevemente – sobre a boceta. Imagino que o leitor já tenha tomado ciência da minha preferência inquebrantável pelo cu (e, claro, pela bunda que a circunda – perdoe-me a rima; foi inevitável –, mas isso pode vir a ser outro tema a se discutir neste espaço), porém, é claro que boceta – primeiro lugar feminino visitado por este pau que vos escreve, e isso parece acontecer praticamente com todos os homens na sua iniciação –, tem que ser devidamente lembrada, lambida, chupada, acaraciada etc.

Ela, a boceta; a deliciosa gruta que nos abriga – e nos expulsa para a vida; nos abriga e nos faz jorrar nosso primeiro gozo (como disse, a maioria) dentro de uma mulher (nem que seja dentro de uma camisinha). Uma boceta tem que ter seu cheiro característico, isso é quase unanimidade entre os homens que apreciam a vagina. Porém, já tive o prazer de sorver bocetas com gostos diferentes. Todas elas deliciosamente “comestíveis”. Algumas até mesmo com gosto de morango. Sim, nada como esfregar um morango nos grandes e pequenos lábios antes da foda. De preferência, que o/a parceiro/a não saiba (como já aconteceu comigo), pois o melhor é a surpresa de lamber uma boceta aromatizada com morango, e misturar nossa saliva com o mel que escorre dela, fazendo nosso paladar explodir em sensações novas. Ah, claro que uma boceta pura (e limpa) também é um prazer sem igual. Lembro de cada boceta ao sugá-la pela primeira vez. Lembro, inclusive, dos detalhes; de olhá-la (um prazer redobrado, confesso), ver suas dobras lúbricas e umedecidas, passar os dedos por elas, sentindo a textura das entranhas, da entrada, sentir os dedos encharcados com esta seiva de rara beleza, explorar suas cavernas, fazendo tremer de prazer aquele corpo inteiro, que quase não se segura com tal sondagem. Sim, quase não se segura; quer, talvez, mais dedos; ou, quem sabe, sentir a língua juntar-se à boceta, para, no final espetacular, ter o pau agarrado a suas dobras, prendendo-o, sugando-o; retendo para si aquele membro que logo deixará sua semen(te) em arroubos de tesão puro, assim como ela própria, a boceta, eclodirá em gozos e mais gozos, jorrando ainda mais seu mel pelas paredes vaginais, encharcando o pau qual creme escorre pelo sorvete.

Quanto ao aspecto físico da boceta, ainda não presenciei nenhuma que não me hipnotizasse completamente. Todas têm suas diferenças; todas com suas qualidades. Umas de pêlos mais ralos (loiros, escuros, castanhos-claros); outras mais espessos e até as depiladas. Aliás, penso que as depiladas atraem os homens tanto pela sua plasticidade diferente, como por evocar certo grau de infantilidade, da mulher “pura”, da boceta virgem de uma menina ainda não adulta. Mas, cada um é cada um, e há gostos para todos os tipos (até mesmos para aquelas que nada depilam).

E esta foi minha pequena “redação” sobre a boceta. Devo ter esquecido muito do que penso, do que já vi sobre o “tema”, mas, é-me impossível lembrar de todos os detalhes, de todas as nuanças que um assunto desta magnitude pede. Espero ter, pelo menos, aguçado na leitora (terei leitor?) o tesão, que é nosso maior objetivo neste lugar de prazer. 😉

~ por pornografo em 21 junho, 2007.

5 Respostas to “A Boceta”

  1. Uau…
    Rss…
    Adorei!
    Principalmente o 2º parágrafo, rss…
    Beijos.

  2. #)

  3. Obrigado milady Mila! Sempre fico contente com sua deliciosa voluptuosidade quanto a meus escritos.

    Amanda, também te agradeço o apreço, se é que entendi direito este emoticon. 😉

  4. É ferconha… Sou tão tímida…

  5. Oh, uma menina tímida. E visitando um pornógrafo. Isso é adorável!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: